02 de Agosto de 2021

Notícias

Capoterapia itinerante homenageia mulheres do grupo Girassol pelo Dia das Mães em São Julião; fotos

Idosos do grupo Girassol composto por cerca de 80 pessoas em São Julião participaram mais uma vez da Capoterapia Itinerante, promovido pela Prefeitura na gestão “O povo é o poder” do prefeito Dr. Samuel Alencar, através da Secretaria Municipal de Assistência Social e do Centro de Referência da Assistência Social.

A capoterapia itinerante aconteceu nos dias 25 e 26 de maio, quarta e quinta-feira. No primeiro dia as equipes percorreram pelas ruas e avenidas do Centro e bairros da cidade. No dia 26, foi a vez do povoado Mandacaru. A atividade foi conduzida pelos professores Denis Costa e Jaine Meneses.

Durante a passagem da equipe foram distribuídos panfletos educativos da campanha 18 de Maio e uma rosa para as mulheres como homenagem pelo Dia das Mães.

A educadora física e secretária de Assistência Social, Thaíse Fontes, destaca que é uma forma de inserir os idosos no convívio social e que em tempos de pandemia que exige o isolamento faz-se necessário promover a capoterapia itinerante porque os idosos são os mais atingidos.

“Essa prática da capoterapia itinerante é de grande importância, principalmente em tempos de pandemia em que os idosos são os mais atingidos pelas restrições. Então a gente realiza dois dias a cada mês sempre mantendo os cuidados como forma de prevenção contra o contágio da covid-19”, destacou.

A secretária acrescenta também que além do grupo Girassol, a atividade proporciona alegria para ela também. “É muito satisfatório levar a capoterapia itinerante para as pessoas. Tanto elas do grupo como eu também me sinto mais alegre. Promover o bem faz bem”, pontuou.

O professor Denis Costa explica que a capoterapia é uma atividade oriunda da capoeira, mas voltada ao público da terceira idade respeitando suas limitações físicas. A prática é desenvolvida pelo educador físico há aproximadamente 10 anos.

“A capoterapia é um exercício espontâneo e bem adaptado para o idoso. Essa prática obedece às capacidades e o condicionamento físico”, explicou o professor acrescentando que em tempos de pandemia houve a necessidade de adaptação da atividade.

“A atividade teve que se reinventar durante a pandemia onde foi criada a capotarapia itinerante e com isso o capoterapeuta vai até a casa do idoso fazer a atividade na porta da residência mantendo as recomendações como distanciamento, uso máscaras, álcool em gel, todos os EP´s devidamente específicos para a prática”, destacou.

O prefeito Dr. Samuel Alencar, frisa que ao saber da existência da capoterapia viu com bons olhos e procurou dar continuidade no atendimento ao público.

“Quando conheci a existência da capoterapia e vi a alegria das pessoas, aquele envolvimento, percebi que deveria continuar com essa assistência no município. Então quero frisar aqui que nossa gestão trabalha para qualidade de vida do povo de São Julião”, finalizou o prefeito Dr. Samuel Alencar.

Em São Julião a capoterapia é praticada há oito anos. Essa é a terceira vez que a capoterapia itinerante é realizada no município neste ano.


Veja mais


Veja fotos do povoado Mandacaru e logo depois imagens da sede do município

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FOTOS DA CIDADE