03 de Março de 2021

Notícias

Educação de São Julião inicia atividades do projeto Busca Ativa Escolar

A Secretaria Municipal de Educação do município de São Julião, cidade localizada a cerca de 370km da capital, deu início as primeiras atividades de 2021 relativas ao projeto de Busca Ativa Escolar.

O trabalho é feito com apoio do prefeito Dr. Samuel Alencar, na gestão “O povo é o poder” e tem como objetivo mobilizar e resgatar alunos que estão fora da escola para que estes retornem às salas de aulas. O Busca Ativa age no combate à evasão e o abandono escolar.

Tomando todas as medidas preventivas, a equipe  formada por coordenadores, diretores, professores e a secretária municipal, visitaram nos dias 11 e 12 de fevereiro, as famílias dos alunos matriculados na rede de ensino do município.

Os locais escolhidos para as primeiras visitas foram os povoados Mandacaru e Fujona, na zona rural, assim como nos bairros São Vicente, Vila São Jorge, Matadouro e São José, bem como no centro da cidade.

“O busca ativa foi ótimo. Muito produtivo. As visitas buscam despertar sensibilização para a importância do acompanhamento familiar na vida escolar do aluno, principalmente no momento delicado de enfrentamento a pandemia do novo coronavírus”, destaca a secretária de Educação, Valdinara Almeida.

Valdinara ainda enfatizou seu compromisso com a educação de São Julião. “Precisamos garantir a igualdade de acesso e condições de estudo a todos, junto às famílias, através de metodologias diversificadas como o uso de plataforma digital, aulas pelo whatsapp e material impresso, entre outros”, disse.

A secretária ressalta ainda que o projeto busca ativa irá continuar com ações coletivas durante todo o ano letivo de 2021.

_Busca Ativa

A iniciativa Busca Ativa Escolar é uma solução tecnológica e uma metodologia inovadora por meio da qual o UNICEF, a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), o Colegiado Nacional de Gestores Municipais de Assistência Social (Congemas) e o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems) apoiam os municípios na identificação das crianças e dos adolescentes que estão fora da escola, ajudando-os a voltar às salas de aula, permanecer e aprender.

O UNICEF e seus parceiros aproveitam os recentes avanços tecnológicos para conectar os gestores de diferentes setores públicos (Educação, Saúde, Assistência Social, entre outros), que são encorajados a criar equipes intersetoriais para analisar as causas da exclusão, encontrar soluções para superar cada uma dessas barreiras e, por fim, reintegrar essa criança ou esse adolescente à escola, garantindo a permanência e a aprendizagem.

A Busca Ativa Escolar permite que as pessoas enviem informações sobre crianças e adolescentes fora da escola pela internet, por meio de aplicativo ou por SMS. Uma equipe intersetorial local toma as medidas necessárias para a matrícula, permanência e aprendizagem.

Em tempos de pandemia do novo coronavírus, foi desenvolvido o guia Busca Ativa Escolar em Crises e Emergências, para apoiar governos estaduais e municipais na garantia do direito à educação de cada criança e cada adolescente em situações de calamidade pública e emergências, tais como pandemias – a exemplo da causada pela Covid-19, desastres naturais e outras.

_Mais fotos: