03 de Julho de 2022

Notícias

Gestoras da Educação, Saúde e Assistência participam do III Seminário do Programa BPC na Escola

Nos dias 30 e 31 de junho e 1º de maio, foi realizado em Teresina o III Seminário Estadual para Formação de Gestores Municipais do Piauí, sobre o BPC na Escola – Promovendo Emancipação.

O evento pautado nas Políticas Públicas de Direitos das Pessoas com Deficiência: acessibilidade e inclusão educacional, foi promovido pela Secretaria Estadual de Educação do Piauí (SEDUC-PI), por meio da Gerência de Educação Especial (GEE), no auditório do Gran Hotel Arrey, onde reuniu gestores municipais das 224 cidades do Estado.

O município de São Julião foi representado pela secretária de Saúde, Ceicinha Araújo, a subsecretária de Assistência Social, Flaviana Alzira e a secretária de Educação, Valdinara Almeida.

O Seminário teve como objetivo promover a elevação da qualidade de vida e dignidade das pessoas com deficiência, beneficiárias do BPC, preferencialmente de 0 a 18 anos de idade, garantindo-lhes acesso e permanência na escola, por meio de ações articuladas da área da saúde, educação, assistência social e direitos humanos.

A subsecretária de Assistência Social, Flaviana Alzira, destaca a importância do evento e da intersetorialidade que tanto contribui no planejamento e desenvolvimento do trabalho. 

“Os encontros são enriquecedores, é um aprendizado que levaremos para o município, a fim de oferecer um atendimento mais acessível para aqueles que mais precisam de apoio que são as pessoas com deficiência”, pontuou.

Para a secretária de Educação, Valdinara Almeida, a formação foi um evento muito importante para o aprendizado técnico e o desenvolvimento da empatia para com o estudante.

PUBLICIDADE

 

“Participamos de um momento grande importância para todas as secretarias, em especial, educação e Assistência, pois foi demonstrado todo funcionamento do sistema e inserção de dados, como fazer os cadastros, assim como a parceira para com a educação dos alunos especiais – a educação inclusiva, além de políticas públicas”, disse.

Por fim, a secretária de Saúde, Ceicinha Araújo, falou sobre o evento e enfatizou a importância da parceria entre saúde, assistência social e educação. “Debates, apresentações de experiências municipais e diversas palestras contemplaram a programação durante os três dias de seminário, ou seja, foi enriquecedor e irá fortalecer a nossa união e contribuir bastante para a realização das nossas ações”, disse.

Sobre o programa

Entre os principais objetivos estão a identificação das barreiras que impedem ou dificultam o acesso e a permanência de crianças e adolescentes com deficiência na escola e o desenvolvimento de ações intersetoriais, envolvendo as políticas de Assistência Social, de Educação, de Saúde e de Direitos Humanos.

Para identificar essas barreiras, são aplicados questionários aos beneficiários durante visitas domiciliares. Posteriormente, é realizado o acompanhamento dos beneficiários e de suas famílias pelos técnicos dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), e das ações intersetoriais desenvolvidas pelos grupos gestores do Programa.

Confira as imagens:

PUBLICIDADE